InícioInício  RecliforumRecliforum  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  LoginLogin  

Compartilhe | 
 

 Será impressão ou tornar-se reclineiro no BR é missão impossível?

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2  Seguinte
AutorMensagem
M4rch1



Mensagens : 2
Data de inscrição : 08/02/2011

MensagemAssunto: Será impressão ou tornar-se reclineiro no BR é missão impossível?   Ter Fev 08, 2011 3:21 pm

Olá, escrevo de SP e sou um aspirante a reclineiro. Li muito sobre o assunto neste forum e a ideia de usufruir dos beneficios da reclinada me convenceram...

Apos muitas pesquisas concluí que o modelo ideal para as minhas pretensões seria a low racer Optima Baron, entretanto longe das minhas possibilidades financeiras. Descobri o fornecedor Performer no forum e pelo que aprendi a bike nao deixa nada a desejar do ponto de vista de qualidade... Como havia indicacao do contato no site da Performer e neste forum, enviei um email para o Daniel mas nao obtive resposta... Mandei um email para a Performer e a Christinne me respondeu dizendo que a receita federal só libera a bike se eu tiver empresa em meu nome...

Percebo q é muito dificil importar uma reclinada. As opcoes nacionais nao me interessam. Com excessao dos trikes, na minha opiniao as bikes ainda estao muito atras das fabricadas lá fora...

Como vcs conseguiram as suas reclinadas no BR?

Ricardo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mordaz



Mensagens : 2197
Data de inscrição : 22/05/2009
Localização : Rio de Janeiro

MensagemAssunto: Re: Será impressão ou tornar-se reclineiro no BR é missão impossível?   Ter Fev 08, 2011 5:00 pm

Estranho... Contactei a Performer recentemente e a Christine não mencionou nada disso. Na ocasião eu estava interessado na low-racer, mas fiquei inconformado com o absurdo aumento de 100% no preço do framekit em relação a um contato anterior, de um ano antes. Deixei a idéia temporariamente de lado.

Pagando os impostos devidos, você pode importar sim. Dá trabalho, mas pode. Eu importei uma Rowbike. Deu um trabalhão. Perdi dois dias para retirá-la na Infraero, mas foi porque o remetente especificou se tratar de um item usado. Foi o que complicou, pois é proibido importar itens usados.

[]s
RT
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://fotolog.terra.com.br/bentrider
Mordaz



Mensagens : 2197
Data de inscrição : 22/05/2009
Localização : Rio de Janeiro

MensagemAssunto: Re: Será impressão ou tornar-se reclineiro no BR é missão impossível?   Ter Fev 08, 2011 5:06 pm

Uma curiosidade minha: Por que você considera a low-racer a geometria de reclinada ideal? É para andar só em estrada?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://fotolog.terra.com.br/bentrider
M4rch1



Mensagens : 2
Data de inscrição : 08/02/2011

MensagemAssunto: Re: Será impressão ou tornar-se reclineiro no BR é missão impossível?   Ter Fev 08, 2011 7:37 pm

Ola Mordaz, obrigado pela resposta. Eu nunca andei numa reclinada, entao nao tenho base de comparacao... A unica fonte de informação foi a net e os videos, onde a low racer me chamou mais a atenção pelo design / posição na bike / velocidade. A utilização da bike seria no circuito USP/Villa Lobos/Ibirapuera.

Veja abaixo resposta da performer.

Hi,
 
I am Christine’s colleague, in charge of recumbent business.
 
Please note the Brazil custom seriously request the receiver name must be company title. They don’t accept the personal or home address.
Otherwise, they will return the cargo.
Do you have company?
 
Ann
 
 
----- Original Message -----
From: Ricardo
To: christine
Sent: Sunday, February 06, 2011 10:11 AM
Subject: Re: this is performer recumbent system mail
 
Hi Christine, I live in Sao Paulo, Brazil. To my knowledge, we have no dealers here.

Em 05/02/2011, às 22:08, "christine" <christine@performer.com.tw> escreveu:

Hello Ricardo ,
 
Thanks for interested our Racer .
Where do you live ? Maybe we have dealers in your country .
 
Thank you !
Christine / Performer
 
 
From: Ricardo
Sent: Sunday, February 06, 2011 3:43 AM
To: ann@performer.com.tw
Subject: this is performer recumbent system mail
 


From: Ricardo
Enquiry: I'm interested on importing a low racer or it's frame kit. Couldn't order on the website, though. Need to know price list as well as ordering instructions.
Performers, All rights reserved No.1149 Da-an Hsiang Taichung County 439 Taiwan R.O.C. Tel:886-4-26714516
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
ninocoutinho



Mensagens : 1199
Data de inscrição : 20/09/2010
Localização : Itabira - MG

MensagemAssunto: Re: Será impressão ou tornar-se reclineiro no BR é missão impossível?   Ter Fev 08, 2011 8:01 pm

Olá, Ricardo, não quero fugir da sua questão principal, que é a dificuldade de importar reclis, mas não posso deixar de mencionar que considero de grande injustiça o título deste tópico! Creio q tenha sido força de expressão, pq, mesmo vc tendo TODO o direito de achar as reclinadas brasileiras muito aquém das estrangeiras, isso não significa ser missão impossível tornar-se reclineiro no Brasil. Isso vai contra a história de vida de tantas pessoas, principalmente dos construtores!

Veja, apesar de realizarem um trabalho profissional, nenhum depende da atividade e poderiam muito bem ser felizes construindo suas próprias reclis, e talvez uma ou outra para algum amigo próximo... Tenho certeza que eles só se dispõem a comercializar seus modelos por uma convicção muito forte, por acreditarem nas reclinadas e por estarem dispostos a contribuir aos que desejam entrar nesse mundo.

É muito importante que tome cuidado com a ideia de importar algo (coisa q vc mesmo percebeu q não é nada fácil) com o qual vc não teve o mínimo de contato. Mesmo q vc considere as nacionais muito inferiores, elas vão lhe custar um terço, um quarto ou até um quinto (ou menos!) do q vc gastará trazendo uma de fora. Vc tlvz possa se surpreender com sua recli gringa e não gostar, não se adaptar, sei lá... Tem muitos casos assim, mesmo com nacionais.

Isso tudo dito, tenho muita simpatia pela Optima Baron, custo-benefício muito bom (pra quem compra lá fora), mas se vc acompanha fóruns estrangeiros como o Bentrider Online, há vários casos de quebras de quadro. Tem um cara lá que já teve 3 barons quebradas, mas continua nelas pois é verdadeiro adepto do modelo.

Se eu tivesse grana, já teria importado alguma de minhas preferidas há muito tempo, mas minha 'dureza' do bolso não me impediu de me tornar reclineiro, mesmo vivendo no Brasil. Veja que minha reclinada custou pouco mais de 500 euros. Me aproximo dos 500 quilômetros pedalados, isso em pouco mais de um mês de uso, e minha Explorer está inteira e cada dia estou rendendo mais.

Sugiro que não se impressione com o visual por vezes pouco atrativo dos sites dos nossos construtores, eu vivo criticando isso aqui e, sem desmerecer o trabalho do Arthur, que é um dos que mais entende do assunto cá entre nós, tenho impressão que sua visão de que apenas as trikes nacionais estão no nível das estrangeiras se dá por causa do capricho da divulgação das HP3. Wink

Tanto o Pedro Zohrer quanto o Davilson Solyom e também o Klaus, constróem reclinadas muito diversas das que aparecem no site deles. Se vc realmente já está pesquisando o assunto e este fórum há mais tempo, já deve ter visto por aqui Zohrers diferentes, como a Racer do Eloy Guaíba. Tem uma Racer q o Cézar usa q também não é muito divulgada. Nem conheço tanto, o Mordaz pode falar bem mais. Hje mesmo, teve essa LWB do Guerreiro q nunca tinha imaginado coisa parecida ter sido feita pelo Zohrer, assim como a nova Capoeira.

Vc falou q se interessa nas low racers, acho q qualquer um desses três poderia fazer uma pra vc (especialmente o Klaus, q topa uns projetos malucos! geek ), e tlvz vc esperaria tanto quanto ou até menos pra recebê-la, do que importando. E gastaria um valor irrisório perto do gasto pra importar, e vc monta com os componentes que vc quer, o q pode fazer grande diferença no seu desempenho.

Acabei de ler sua resposta ao Mordaz, vc tem razão quanto as potencialidades das low racers, mas tanto com mid como high racers vc consegue a mesma coisa. Admito q o design baixinho chama atenção. O pessoal alerta bastante para a mais demorada "curva de aprendizado" das low, e por isso não são as mais recomendadas para se iniciar nas reclinadas. O q não te impede de ir atrás de uma, e se vc já tem esse circuito em SP em mente, deve ser pq já pedala por aí, então deve ter alguma experiência e deve estar disposto a enfrentar essas dificuldades.

No mais, será q melou o esquema do Daniel com as Performer? Mordaz, quanto estava custando o kit quadro da Low?

Abraços e seja bem-vindo!

PS: em São Paulo parece q tem pelo menos um cara que pedala de reclinada, não? Já ouvi falar, mas não lembro o nome. Ah, deve ser doido descer os morrões da USP em qualquer recli!! (morava lá e me locomovia no campus de bike nos fins de semana, feriados e greves de funcionários) Agora, prepare-se para escalá-los reclinado!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
ag_favaro



Mensagens : 100
Data de inscrição : 22/05/2009
Idade : 54
Localização : Itajaí SC

MensagemAssunto: Re: Será impressão ou tornar-se reclineiro no BR é missão impossível?   Qua Fev 09, 2011 6:12 pm

Também não gostei do título, mas respeito o direito que todos têm de ter sua própria opinião.

Pessoalmente, detesto a idéia de comprar algo importado. Só quando não existe similar nacional mesmo.
Precisamos valorizar nossos empreendedores quando seu produto for bom, e o preço razoável. Apenas a minha opinião.

Antonio
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mordaz



Mensagens : 2197
Data de inscrição : 22/05/2009
Localização : Rio de Janeiro

MensagemAssunto: Re: Será impressão ou tornar-se reclineiro no BR é missão impossível?   Qua Fev 09, 2011 6:25 pm

ninocoutinho escreveu:
PS: em São Paulo parece q tem pelo menos um cara que pedala de reclinada, não? Já ouvi falar, mas não lembro o nome. Ah, deve ser doido descer os morrões da USP em qualquer recli!! (morava lá e me locomovia no campus de bike nos fins de semana, feriados e greves de funcionários) Agora, prepare-se para escalá-los reclinado!!!
No Audax de Tremembé - Campos do Jordão (SP) eu era o único reclineiro e o único carioca. Um cara olhou para mim e para a minha bike (acho que foi o Rogério Polo) e perguntou "é do Rio, não é?"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://fotolog.terra.com.br/bentrider
Mordaz



Mensagens : 2197
Data de inscrição : 22/05/2009
Localização : Rio de Janeiro

MensagemAssunto: Re: Será impressão ou tornar-se reclineiro no BR é missão impossível?   Qua Fev 09, 2011 6:36 pm

Não é impossível tornar-se reclineiro no Brasil. Para isso, basta adquirir e pedalar qualquer reclinada. Mas se a opção é por uma low-racer, fica difícil mesmo.

Eu também tenho vontade de experimentar uma low-racer, mas nem por isso ignoro suas desvantagens. É sabido que high-racers com banco na mesma angulação têm um desempenho quase igual ao das low-racers. A diferença é realmente mínima. Quanto pior a qualidade da pavimentação, maior a vantagem das high-racers.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://fotolog.terra.com.br/bentrider
Mordaz



Mensagens : 2197
Data de inscrição : 22/05/2009
Localização : Rio de Janeiro

MensagemAssunto: Re: Será impressão ou tornar-se reclineiro no BR é missão impossível?   Qua Fev 09, 2011 6:42 pm

Reproduzo a seguir o último contato que tive com a Performer, no qual nada se falou sobre Receita Federal ou sobre a necessidade de ser pessoa jurídica para comprar.

Citação :

Hello Roberto ,

We promote Performer Recumbents this year . We spend a lot money on that .
And parts also raise costs .
So , our price expensive than before . Please understand !!

Thanks ,
Christine / Performer
----- Original Message -----
From: "Roberto Tavares" <roberto@underground.com.br>
To: "christine" <christine@performer.com.tw>
Sent: Monday, November 22, 2010 2:04 PM
Subject: Re: New inquiry about PERFORMER Recumbents


> Hi Christine,
>
> Wow, that's TWICE as much as the last quote I got from you -- and you
> spec'ed it with the carbon seat back then (quote attached).
>
> I know it's been a while, but these new prices are a deal breaker. I
> should
> have bought the Performer High Racer an year ago!
>
> Regards,
> Roberto
>
>
> ----- Original Message -----
> From: "christine" <christine@performer.com.tw>
> To: "Roberto Tavares" <roberto@underground.com.br>
> Sent: Monday, November 22, 2010 2:16 PM
> Subject: Re: New inquiry about PERFORMER Recumbents
>
>
>> Hello Roberto ,
>>
>> Happy to get your information again ...
>>
>> It's my pleasure to answer your questions...
>>
>> (1)Please see attached the file of complete bike price list for your
>> reference .
>>
>> (2)frame kit :
>> frame + fork + headset
>> handlebar + rasier + adjustable stem
>> chaintube + idlerset
>> FRP seat w/headset
>> carton (including air freight)
>>
>> High Racer Caliper USD1,280.-
>> Low Racer Caliper USD1,280.-
>> FWD USD1,150.-
>>
>> (3)the largest tire : 1.5"
>>
>> (4)20" disc alloy fork USD40.-
>>
>> (5)Regarding your wife's recumbent , please see attached the file of
>> Kawai
>> 24S . It is available for your wife.
>>
>> If you have any question please feel free to contact me .
>>
>> Thank you and have a nice day!
>> Christine / Performer
>>
>>
>> ----- Original Message -----
>> From: "Roberto Tavares" <roberto@underground.com.br>
>> To: "christine" <christine@performer.com.tw>
>> Cc: <mordaz@underground.com.br>
>> Sent: Saturday, November 20, 2010 1:39 AM
>> Subject: New inquiry about PERFORMER Recumbents
>>
>>
>> > Hi Christine,
>> >
>> > You probably don't remember me, but I contacted you about a year and a
>> > half
>> > ago, about the Performer High Racer.
>> >
>> > Back then I was already involved in a recumbent homebuild project which
>> > began before I knew about Performer recumbents. Now I want a new
>> > recumbent
>> > and would like to ask you a few questions (actually a lot of
>> > questions!)
>> > if
>> > you don't mind.
>> >
>> > I'm interested in one of your racing models, not sure which one. Could
>> > you
>> > please send pricing information about all three racing models (the High
>> > Racer Caliper, the Low Racer Caliper and the Folding Low Racer) ?
> Regular
>> > seat (no carbon). Both framekit and complete bike, if possible.
>> >
>> > And tire clearance information too (I want to know the largest tire I
> can
>> > fit to each model).
>> >
>> > Also, if I choose the Low Racer Caliper, is it possible to order an
> extra
>> > steel fork for disc brake, in case I want to use a bigger tire?
>> >
>> > Just one more thing: My wife rides recumbent bikes too, but she's
> really
>> > petit (1,43 m tall, 86 cm x-seam, 34 kg) and and most recumbents don't
>> > suit
>> > her. I was wondering if your "Dido" Kids Recumbent would fit her, but
>> > your
>> > website doesn't have much information about it.
>> >
>> > Sorry for the long inquiry. Thanks in advance for your patience.
>> >
>> > Roberto Tavares

O que me deixou "pissed-off" foi que um ano antes eu poderia ter comprado um framekit com banco de carbono por metade do preço atual com banco de fibra de vidro.

[]s
RT
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://fotolog.terra.com.br/bentrider
ninocoutinho



Mensagens : 1199
Data de inscrição : 20/09/2010
Localização : Itabira - MG

MensagemAssunto: Re: Será impressão ou tornar-se reclineiro no BR é missão impossível?   Qui Fev 10, 2011 8:28 am

Mordaz escreveu:
Reproduzo a seguir o último contato que tive com a Performer, no qual nada se falou sobre Receita Federal ou sobre a necessidade de ser pessoa jurídica para comprar.

Citação :

Hello Roberto ,

We promote Performer Recumbents this year . We spend a lot money on that .
And parts also raise costs .
So , our price expensive than before . Please understand !!

Thanks ,
Christine / Performer
----- Original Message -----
From: "Roberto Tavares" <roberto@underground.com.br>
To: "christine" <christine@performer.com.tw>
Sent: Monday, November 22, 2010 2:04 PM
Subject: Re: New inquiry about PERFORMER Recumbents


> Hi Christine,
>
> Wow, that's TWICE as much as the last quote I got from you -- and you
> spec'ed it with the carbon seat back then (quote attached).
>
> I know it's been a while, but these new prices are a deal breaker. I
> should
> have bought the Performer High Racer an year ago!
>
> Regards,
> Roberto

Eu sei que "estar no mundo" é negociar e até mesmo fazer política... que me desculpem os empresários e pessoas do ramo, mas tenho verdadeira aversão ao mundo dos negócios!! Vez ou outra, por causa do trabalho, tenho que estar num ou outro evento do setor, rodadas de negócios, palestras, etc, e tenho uma preguiça enorme dos assuntos e do vocabulário padrão empregado Sleep . Tudo é muito lindo e todo mundo muito simpático e amigo, até que aquela pessoa não esteja mais servindo pra vc. No Talvez alguém ou algo me faça mudar de ideia, um dia. Pode ser imaturidade da minha parte, tb.

Voltando à questão low racers - mid racers - high racers e reclis com potencial para serem bem rápidas, eu arriscaria dizer, com todo respeito aos anos de experiência do Pedro e do Davilson, que o Klaus, hoje, faz a reclinada brasileira potencialmente mais rápida. Isso independente de ser low, mid ou high, e sim por causa da posição extremamente aero que ele se dispõe a assumir, e da leveza (acho q essa mid dele pesa uns 11 kg):



Nesse vídeo dá pra vê-la em ação bem rapidamente; tem outro camarada de recli também bem deitado, mais atrás, mas não sei quem é ou qual bike:



Eu também arriscaria dizer que a HP3/Mordaz é outra que deve ser mais rápida que qualquer modelo Zohrer. Talvez a high-racer Solyom também seja potencialmente rápida, mas tem uma diferença grande de peso, além do diâmetro das rodas (aliás, o Davilson está preprando umas novidades aí com uma bike q está prometendo ser bem ágil). Entendi também que a Capoeira voa bastante. Aqui vemos em ação a high racer HP3:



Seria legal saber se o Arthur teria vontade de repetir o projeto - e se alguém estaria disposto a importar as peças necessárias pro clone! Twisted Evil

Resumindo, acho q temos opções sim até pra quem quer ter bastante desempenho. Não que em outras, além das q citei, não permitam isso. Mas, depois que entrei nessa de treinar regularmente, fiquei a fim de cada vez render mais. Qualquer dia vcs me vêem aí pedalando com o tronco paralelo ao solo!! clown

E finalmente, independente das várias teorias sobre reclinadas baixas serem ou não visíveis no trânsito, eu iria horrorizar se, pedalando uma low, passasse um busão rasgando do meu lado! Realidade do trânsito em SP e, inclusive, da cidade universitária. Imagina disputar com o coletivo naquelas rotatórias gigantes? Shocked Ontem tentei ter personalidade numa rotatória aqui e quase perdi prum chevetão!!! Eu tinha a preferência, e estava na mesma ou maior velocidade q os outros carros, mas eu devia ter desconfiado: chevetão, vidro preto, iiihhh...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mordaz



Mensagens : 2197
Data de inscrição : 22/05/2009
Localização : Rio de Janeiro

MensagemAssunto: Re: Será impressão ou tornar-se reclineiro no BR é missão impossível?   Qui Fev 10, 2011 11:15 am

De todas as variáveis que influenciam o desempenho de uma reclinada sem carenagem, a mais importante é a
inclinação do banco.

Isso foi confirmado em um experimento realizado por Bram Moens, cujos resultados foram publicados no
periódico HUFF n° 40, leitura altamente recomendada. Reproduzo a seguir a conclusão mais interessante:

2. Influence of reclining angle

This influence is measured using a hvs of +14cm and with the
reference tire. Decreasing the reclining angle from 38° (189W)
to 21° (235W) resulted in a decrease of resistance of 46W
(20%). Now we are talking!

This means more than 1% reduction in resistance per degree of
decrease of reclining angle
. The decrease in resistance of 25°
to 20°, for example, will probably be bigger than from 40° to
35°. This is caused by the fact that the frontal surface of the
upper body decreases more (sinus curve) and by a bigger
length/width ratio of the upper body, which is favourable for
streamlining. Slim cyclists should, in my opinion, then
experience relatively less air resistance then wider cyclists.
We’ll have to measure that as well someday!!


Atenção para essa parte: mais de um 1% de redução da resistência por cada grau de redução do ângulo
de inclinação do banco
. Nenhuma outra variável produz um efeito tão grande.

[]s
RT
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://fotolog.terra.com.br/bentrider
Marco Di Martino



Mensagens : 246
Data de inscrição : 21/05/2009

MensagemAssunto: Re: Será impressão ou tornar-se reclineiro no BR é missão impossível?   Qui Fev 10, 2011 3:22 pm

Vou me concentrar no título deste post, ok?

Acho que é impressão, pois Impossível a gente sabe que não é, pois do contrário este fórum seria história da carochinha... Inclusive, como comentei em outro post, o Brasil é o único país que eu sei, além dos EUA, que comercializa/comercializou LWBs no estilo das Rans, EasyRacer, etc. que volta-e-meia são aqui comentadas. O problema é que não é fácil comprar um artigo desses. Eu mesmo penei um pouco pra ter minha reclinada. Tinha dinheiro na mão, sabia o que queria e não conseguia comprar do fabricante. Tive que comprar de um terceiro que era um particular que não tinha mais tempo pra pedalar. Não tive opção de modelo ou cor.

Aqui não há, como nos EUA, uma loja onde a gente vai e estão reclinadas de todos os eixos (curto, médio e longo) prontinhas pra serem compradas. Temos fabricantes e produtos de qualidade, sim, mas não para pronta entrega (corrijam-me se eu estiver enganado - e gostaria de estar). Além disso, a coisa ainda funciona dentro da disponibilidade de tempo e paciência do fabricante para com o pretendente.

Hoje, a situação parece estar melhor do que antes. Temos mais gente envolvida. A situação ainda segue como descrevi, mas com um pouco mais de diversificação.

E em outros países? Na Argentina, por exemplo, a coisa dá evidências de ser muito mais restrita do que aqui... Só tive notícia de um fabricante e de um modelo.

Estar reclinado pode não ser fácil, mas é possível, sim, no Brasil.

Saudações a todos!!!

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.spartacus.mus.br
ninocoutinho



Mensagens : 1199
Data de inscrição : 20/09/2010
Localização : Itabira - MG

MensagemAssunto: Re: Será impressão ou tornar-se reclineiro no BR é missão impossível?   Qui Fev 10, 2011 4:41 pm

Marco Di Martino escreveu:
E em outros países? Na Argentina, por exemplo, a coisa dá evidências de ser muito mais restrita do que aqui... Só tive notícia de um fabricante e de um modelo.
Marco, muito bem lembrado, inclusive a opção é justamente a low!! Bem pertinho de nós, e mais ainda de vocês! Wink

http://recliforum.forumeiros.com/t404-nova-low-racer-argentina

Olha o perfilzinho dela que coisa linda:



Mordaz escreveu:
De todas as variáveis que influenciam o desempenho de uma reclinada sem carenagem, a mais importante é a inclinação do banco.

(...)

Atenção para essa parte: mais de um 1% de redução da resistência por cada grau de redução do ângulo de inclinação do banco. Nenhuma outra variável produz um efeito tão grande.
Depois dessa, meu destino neste fim de semana será inverter a mesa da explorer pro guidão ficar mais próximo dpois q eu deitar míseros graus no banco! A questão é q a geometria dela não é tão favorável a pedalar muito deitado, acho q joga muito peso do corpo pra trás. Tlvz isso seja preocupante nos morros. Ela teria q ser mais pra SWB com o pedivela mais lá pra frente, pro assento tb ficar mais pra frente e o corpo mais centralizado na bike. Mas um pouquinho mais dá pra deitar, sim, e é bem mais de um grau. Não sei pq, mas tenho impressão de que com aro 26 atrás essa postura mais deitada ficaria melhor... Tem fundamento??

O doido daquela pesquisa study é q até a jaqueta fez diferença, positivamente!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mordaz



Mensagens : 2197
Data de inscrição : 22/05/2009
Localização : Rio de Janeiro

MensagemAssunto: Re: Será impressão ou tornar-se reclineiro no BR é missão impossível?   Qui Fev 10, 2011 5:44 pm

ninocoutinho escreveu:
Depois dessa, meu destino neste fim de semana será inverter a mesa da explorer pro guidão ficar mais próximo dpois q eu deitar míseros graus no banco! A questão é q a geometria dela não é tão favorável a pedalar muito deitado, acho q joga muito peso do corpo pra trás. Tlvz isso seja preocupante nos morros. Ela teria q ser mais pra SWB com o pedivela mais lá pra frente, pro assento tb ficar mais pra frente e o corpo mais centralizado na bike. Mas um pouquinho mais dá pra deitar, sim, e é bem mais de um grau. Não sei pq, mas tenho impressão de que com aro 26 atrás essa postura mais deitada ficaria melhor... Tem fundamento??
Para se usar o banco mais deitado, também é necessário que a pedivela esteja mais alta para não "abrir" demais a posição de pilotagem.

As suas considerações sobre distribuição de peso estão corretas. As SWB são mais apropriadas para se usar o banco bem deitado.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://fotolog.terra.com.br/bentrider
Mordaz



Mensagens : 2197
Data de inscrição : 22/05/2009
Localização : Rio de Janeiro

MensagemAssunto: Re: Será impressão ou tornar-se reclineiro no BR é missão impossível?   Qui Fev 10, 2011 6:10 pm

Uma experiência interessante:
Com bancos igualmente reclinados, high-racers são tão aerodinâmicas quanto low-racers

As bikes usadas na comparação foram uma Bacchetta Corsa (high-racer) e uma M5 TiCa (low-racer). É importante ressaltar que a TiCa é uma low-racer "de verdade", bem baixa. Basta observar como a corrente passa ao lado da roda dianteira. A Baron e a Performer estão mais para "quasi-low".

Um outro detalhe é que o banco utilizado na Corsa foi o Euromesh. Um banco de carbono fica um pouquindo mais baixo, com uma mínima vantagem aerodinâmica sobre o Euromesh, e é mais rígido, proporcionando uma transmissão de potência melhor.

Então, voltando ao assunto inicial do tópico, talvez uma high-racer seja uma opção a ser considerada, como uma alternativa à low-racer. Há inúmeras outras vantagens nas high-racers, principalmente sendo com rodas 700c, como compatibilidade com peças de speed (garfo de carbono, rodas, pneus, freios, etc. - o que permite uma economia de escala), menor peso em relação a uma low-racer, menor resistência de rolagem.

Se ainda assim você quiser uma low-racer, dê uma olhada na Raptobike. Deve ser mais cara que uma Performer, mas mais barata que uma Baron.

[]s
RT
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://fotolog.terra.com.br/bentrider
Mordaz



Mensagens : 2197
Data de inscrição : 22/05/2009
Localização : Rio de Janeiro

MensagemAssunto: Re: Será impressão ou tornar-se reclineiro no BR é missão impossível?   Qui Fev 10, 2011 9:41 pm

ninocoutinho escreveu:
Voltando à questão low racers - mid racers - high racers e reclis com potencial para serem bem rápidas, eu arriscaria dizer, com todo respeito aos anos de experiência do Pedro e do Davilson, que o Klaus, hoje, faz a reclinada brasileira potencialmente mais rápida. Isso independente de ser low, mid ou high, e sim por causa da posição extremamente aero que ele se dispõe a assumir, e da leveza (acho q essa mid dele pesa uns 11 kg):
O que acho mais interessante na reclinada do Klaus é a rigidez que suponho ter o material (bambu), aliada ao pouco peso. Eu não diria que a posição é extremamente aero:



O meu banco está a 24 graus. O dele parece estar um pouco menos deitado. Seja como for, extremamente aero é isto aqui:



7 graus!!! Taí uma high-racer que deixa qualquer low-racer para trás, supondo que o piloto consiga imprimir alguma força nos pedais, estando assim tão aberto, e se não houver subidas no caminho!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://fotolog.terra.com.br/bentrider
ninocoutinho



Mensagens : 1199
Data de inscrição : 20/09/2010
Localização : Itabira - MG

MensagemAssunto: Re: Será impressão ou tornar-se reclineiro no BR é missão impossível?   Qui Fev 10, 2011 10:03 pm

Legal, vc conseguiu um perfil ótimo de comparação. Esse aqui dá pra ver direitinho o desenho do banco, e está no mesmo sentido da sua pedalada (e quase mesma posição das pernas!):




Pedivela também parece mais alta na sua, em relação ao assento.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
SOLYOM



Mensagens : 103
Data de inscrição : 01/06/2010
Idade : 45
Localização : Araçoiaba da Serra - SP

MensagemAssunto: Re: Será impressão ou tornar-se reclineiro no BR é missão impossível?   Qui Fev 10, 2011 11:21 pm

Esse papo de lowracer me entusiasma muito (mais ainda!)

Vejo que as low teem vantagens e desvantagens em relação às highracers.
Há um minimo de ganho em aerodinamica; roda menor na frente, garfo menor, menor área frontal.
O ar proximo ao solo movimenta-se menos, pedalando com vento é melhor na lowracer, a diferença é minima mas existe.
Mas tvz as desvantagens deixem o design (que nas low é bem mais arrojado), como fator determinante;
Praticamente todas usam combinações 20 x 26 ou por 700,´pneus e aros mais dificeis de se encontrarem de mesmo desenho, principalmente finos
Visibilidade no transito é pior (longe de ser impossível ou muito perigoso, mas pior do que nas high)
Ja comentamos em outro topico, que essa questão de segurança no transito por ficar muito baixo é relativa. Todo condutor olha por onde está passando e desvia de obstáculos, buracos, objetos, cachorros e reclineiros lowracers treinando,
Outra desvantagem é que as lowracers são um pouco mais longas que as high racers (que tem praticamente o comprimento de uma mtb)


Respondendo ao Nino; usando a combinação 26 x 26, a Explorer chega quase às medidas das high racers, com cerca de 65cm no assento e 80cm no pedivela ao solo. Lembrando que o ângulo do tronco em relação à linha entre o eixo do pedivela e o assento, deve ficar entre 125 e 135º

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.solyombikes.com
ZÖHRER



Mensagens : 381
Data de inscrição : 23/05/2009
Idade : 49
Localização : Rio de Janeiro

MensagemAssunto: Re: Será impressão ou tornar-se reclineiro no BR é missão impossível?   Sex Fev 11, 2011 9:54 am

Concordo com o Roberto e Solyom e outros, acho também que certos fatores são supervalorizados como o peso das bikes , pois ao final a massa corporal de um ciclista compõem uma parcela muito mais significativa do conjunto ciclista máquina, que apenas o peso próprio da bike.Além disso os acessórios podem facilmente mudar essa percepção tanto de ´peso como de aerodinâmica.Um exemplo se refere ao uso de caramanholas, essas garrafinhas com água (1kg)podem acabar tirando as diferenças no preciosismo entre bikes com pesos próximos e sua posição alterar a aerodinâmica. Lembrando que o peso afeta mais a aceleração da bike e seu desempenho em subidas ímgrimes, mais que afetar a velocidade média e sua velocidade final.A aerodinâmica, que é o principal fator determinante no que tange as velocidades principalmente as médias traz consigo fatores importantes a serem pensados como a segurança do ciclista em velocidades altas, tempo de frenagem, segurança ao ciclista em caso de quedas.Numa prova de Audax cheguei em uma descida a assustadores 97km/h, e nesse momento só podia pensar em "pelo amor de deus que não estoure um pneu a essa velocidade".Acho que as bikes reclinadas independente de serem Hight ou Low que tem o guidon aprisionando o ciclista algo perigoso principalmente nas altas velocidades.

Abaixo mais uma foto de uma reclinada(Zöhrer Racer Low) com ótima aerodinâmica pedal alto banco deitado ( podemos ver os joelhos mais altos que os ombros) e super leve( 11kg)

[IMG=http://img713.imageshack.us/img713/5669/zohrerlow.jpg][/IMG]


<a target='_blank' title='ImageShack - Image And Video Hosting' href='http://img713.imageshack.us/i/zohrerlow.jpg/'><img src='http://img713.imageshack.us/img713/5669/zohrerlow.jpg' border='0'/></a>

Uploaded with <a target='_blank' href='http://imageshack.us'>ImageShack.us</a>


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://zohrer.com.br
ninocoutinho



Mensagens : 1199
Data de inscrição : 20/09/2010
Localização : Itabira - MG

MensagemAssunto: Re: Será impressão ou tornar-se reclineiro no BR é missão impossível?   Sex Fev 11, 2011 1:02 pm

ZÖHRER escreveu:
Concordo com o Roberto e Solyom e outros, acho também que certos fatores são supervalorizados como o peso das bikes , pois ao final a massa corporal de um ciclista compõem uma parcela muito mais significativa do conjunto ciclista máquina, que apenas o peso próprio da bike.Além disso os acessórios podem facilmente mudar essa percepção tanto de ´peso como de aerodinâmica.Um exemplo se refere ao uso de caramanholas, essas garrafinhas com água (1kg)podem acabar tirando as diferenças no preciosismo entre bikes com pesos próximos e sua posição alterar a aerodinâmica. Lembrando que o peso afeta mais a aceleração da bike e seu desempenho em subidas ímgrimes, mais que afetar a velocidade média e sua velocidade final.A aerodinâmica, que é o principal fator determinante no que tange as velocidades principalmente as médias traz consigo fatores importantes a serem pensados como a segurança do ciclista em velocidades altas, tempo de frenagem, segurança ao ciclista em caso de quedas.

Legal, Pedro, de fato até mesmo o Daniel Uram comentou que apesar das bikes dele serem bem pesadas, sofrem mais nas subidas, mas que em plano e descidas mantém boas médias. O problema é q muitas vezes um trajeto tem muitas subidas, sejam elas leves e longas ou íngremes e curtas, aí qualquer peso a menos é favorável - lembrando que conta muito o conjunto peso ciclista+bike, como também já foi comentado aqui outras vezes. E água realmente pesa, a gente esquece mas não tem jeito, levar duas caramanholas de 750 ml é o mesmo que acrescentar 1,5 kg ao conjunto, sem contar o peso das garrafas.

Ainda sobre a história do peso não afetar necessariamente a velocidade média, como já disse depende do trajeto. Sábado passado resolvi ir a um pesqueiro fora da cidade, saindo de casa até lá foram exatamente 20 km; o caminho tinha muitas subidas e descidas intercaladas, mas nos 6 km finais era só subida! Nem um planinho, descidinha, nada, subidinha Mandrake daquelas em q caminhão pede arrego! Veja, quase um terço do passeio foi assim sem descanço, sem contar que em todo o restante do trajeto provavelmente tinha mais subida do que descida (isso pq a cidade fica num buraco, e praticamente todo passeio de bike q faço pra fora da cidade, começa com belas escaladas! não deve ser muito diferente aí do Rio, pra quem sai do nível do mar). Se o passeio fosse só ir até lá, a média não seria legal (levei 1h13min), mas na volta, tive a felicidade de poder descer esses 6 km, nos quais atingi minha máxima até hje de 59 km/h (sempre controlando os freios, se eu soltasse mesmo ia mais). Não posso dizer como a v. média se compensou, pois usei um atalho pra voltar pra casa que economizou 7 km, e também não prestei mais atenção ao Cateye. Enfim, só queria dizer que uma bike muita pesada teria sido um martírio na ida, por mais q eu acelerasse nas descinas, na volta.

Essas coisas sobre segurança que vc comentou do modelo achei interessante e foi uma das coisas que pensei quando vi a bike abaixo, feita pelo framebuilder inglês Rob English. Além de tudo que vc falou, o q me preocupa nessa low específica é a integridade de nossas partes baixas!! Fiquei pensando se o construtor nunca ouviu falar em inércia?!?! jocolor Imaginem, nobres colegas, uma freada brusca??



Sem contar q essa aí nem é tão aero - a não ser q o cara tenha um chassi de grilo! Nessa outra foto em outra bike dá pra imaginar tragédias semelhantes:



ZÖHRER escreveu:
Acho que as bikes reclinadas independente de serem Hight ou Low que tem o guidon aprisionando o ciclista algo perigoso principalmente nas altas velocidades.
Pois é, os guidões esquilo às vezes são bem próximos mesmo, para que os braços fiquem bem junto ao corpo com pouco antebraço pra fora... Realmente é de se preocupar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
ninocoutinho



Mensagens : 1199
Data de inscrição : 20/09/2010
Localização : Itabira - MG

MensagemAssunto: Re: Será impressão ou tornar-se reclineiro no BR é missão impossível?   Sex Fev 11, 2011 1:12 pm

SOLYOM escreveu:
Respondendo ao Nino; usando a combinação 26 x 26, a Explorer chega quase às medidas das high racers, com cerca de 65cm no assento e 80cm no pedivela ao solo. Lembrando que o ângulo do tronco em relação à linha entre o eixo do pedivela e o assento, deve ficar entre 125 e 135º
Tlvz seja meio precipitação minha e a angulação está ok; comparando com as fotos que vc tirou, tem a diferença apenas de um orifício naquela regulagem à frente do banco. É q esse um pouquinho a mais que deita já é suficiente pro braço ter q ficar mais esticado, mas vou experimentar essa configuração hoje ou amanhã e quem sabe ela consegue manter minha bunda mais no lugar, tb (já tinha comentado com o Davilson que ao longo do tempo pedalando a bunda vai escorregando pra frente, encurtando as pernas - mas qndo vc mantém o peitoral firme segurando as pontas do guidão, o corpo fica mais no lugar). Eu preferia ter já bastante experiência com uma regulagem específica, pra dpois ir fazendo mais testes com outras configurações.

Ah, sobre a roda 26, a minha questão seria se com 20 na frente e 26 atrás, seria mais favorável a deitar mais o banco do que com duas rodas iguais... A isso q eu me referia no questionamento "tem fundamento?". Ainda não sei se tem a ver.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
SOLYOM



Mensagens : 103
Data de inscrição : 01/06/2010
Idade : 45
Localização : Araçoiaba da Serra - SP

MensagemAssunto: Re: Será impressão ou tornar-se reclineiro no BR é missão impossível?   Sex Fev 11, 2011 3:51 pm




Oi Nino,

Acertei esse problema nas Explorers seguintes à sua, ficando aquele ressalto da ponta do assento mais justo, mas ainda não tive retorno pra saber se ficou realmente ok. Uma solução aí seria inserir um pequeno broco de espuma nessa parte anterior (ponta do assento), por baixo da capa do banco.

Sobre a combinação de rodas, vc sabe, 20/26 é menos reclinada, 20/20 um pouco mais e 26/26 mais reclinada ainda, essa variação fica entre 8 e 10º, preciso confirmar. Mas se vc aumentar muito a abertura (pedivela baixo e banco bem deitado - no caso de usar 20/26), pode sair da zona de conforto e / ou perder rendimento - braços mto esticados tbem. Mas com pedivela mais baixo deve melhorar pra subidas



Legal Pedro, percebe-se que o desenho das "tradicionais" lowracers (com comandos à frente do rosto (guidao esquilo), e tb principal entre as pernas), oferecem riscos sérios em incidentes, mesmo com guidão dobrável.
Outro detalhe interessante é que a visibilidade é bem prejudicada tbem.

Sobre material à frente do corpo, tendo risco em potencial em caso de acidentes é algo preocupante nas lowracers. Não soube de nenhum caso de choque frontal violento em reclinadas, aliás é raro sabermos de acidentes se comparado às convencionais (salvo às proporções claro).
Aliás, seria muito interessante e importante testes de impacto, não encontrei nada na net sobre isso, se alguem souber avisa.


Abraços reclineiros
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.solyombikes.com
Mordaz



Mensagens : 2197
Data de inscrição : 22/05/2009
Localização : Rio de Janeiro

MensagemAssunto: Re: Será impressão ou tornar-se reclineiro no BR é missão impossível?   Sex Fev 11, 2011 6:30 pm

Solyom, você bem que poderia fazer uma low-racer com tubo de seção quadrada, não é? Algo como a do Atomic Zombie:

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://fotolog.terra.com.br/bentrider
SOLYOM



Mensagens : 103
Data de inscrição : 01/06/2010
Idade : 45
Localização : Araçoiaba da Serra - SP

MensagemAssunto: Re: Será impressão ou tornar-se reclineiro no BR é missão impossível?   Sex Fev 11, 2011 7:44 pm

Oi Mordaz, valeu!

Que beleza heim, tenho alguns desenhos de lowracer bem parecidos com essa.
Muito legal e simples. No meu caso usaria guidão aberto (opencockpit).
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.solyombikes.com
ninocoutinho



Mensagens : 1199
Data de inscrição : 20/09/2010
Localização : Itabira - MG

MensagemAssunto: Re: Será impressão ou tornar-se reclineiro no BR é missão impossível?   Sex Fev 11, 2011 8:55 pm

Ô, gente, não era pra dar ideia pro Davilson! Eu preciso parar de comprar bicicletas hahahaha!!! Aliás, ele falou do guidão, eu ia perguntar mesmo o q vcs tinham achado desse aí? Achei q está meio "indeciso", não tá lá nem cá, atrapalha e não atrapalha...

Sei que cada um pode simplesmente informar os ângulos usados, mas segue outra comparação das nacionais. Achei q essa é a ordem de inclinação:






Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Será impressão ou tornar-se reclineiro no BR é missão impossível?   Hoje à(s) 8:41 am

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Será impressão ou tornar-se reclineiro no BR é missão impossível?
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 2Ir à página : 1, 2  Seguinte
 Tópicos similares
-
» Pontiac Firebird 68
» Impressão com borra de café.
» Dúvidas sobre Impressões especializadas
» ONESHOT - Tu serás a minha namorada!
» [Comentários] Saint Cloth Myth Ex - Camus de Aquário

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Ciclismo reclinado geral-
Ir para: