InícioInício  RecliforumRecliforum  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 Não é fácil...

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Cruzbiker

avatar

Mensagens : 126
Data de inscrição : 07/06/2012
Localização : Volta Redonda

MensagemAssunto: Não é fácil...   Dom Set 02, 2012 6:25 pm

Olá Duram,
Eu atrasei um pouco e cheguei no aterro às 15:40. Fiquei na pista de quem vai da cidade para Botafogo pois tem menos movimento de gente.
Logo que cheguei vi uma reclinada mas na outra pista, na que vai de Botafogo para o Centro, mas andando na direção de Botafogo.
Não sei se era você, foi a única que vi. Uma pena não termos nos encontrado pois também queria muito ver sua D6.
O teste foi interessante. Quando sentei nela achei que não fosse nem sair do lugar, mas comecei a dar umas pedaladas. Senti a maior dificuldade. Daí lembrei que uma das dicas do pessoal que tem Cruzbike é não fazer força no guidão. Apenas apoiar as mão com as plamas abertas. Mudou completamente. Parei de brigar com a bike e consegui pedalar uns 100 metros.
Fiquei quase duas horas pedalando para lá e para cá e no final já conseguia fazer uma sequencia de oitos. Na verdade oitões, pois usava quase as 4 pistas para fazer cada curva do 8...humm, nem todos os oitos eram curvas suaves. De vez em quanto eu dava uma desequilibrada brava e batia os joelhos nos passadores de marcha. Tenho que trocar o guidão. O que botei não ficou legal.
Mas para quem nunca andou numa reclinada, e ainda mais numa FWD MBB acho que foi muito bom.
Vou trocar o guidão e botar um reto mesmo enquanto não achar um que adapte-se bem.
Infelizmente a segunda sessão de testes deverá ser daqui a um mês ou dois, dependendo de quando o médico me liberar de uma ciruria que farei na próxima quinta-feira.
Avisarei quando for a próxima sessão.
Abraços,
Vargas
Ahhh, não levei máquina. Minha mulher filmou-me com o celular. Tentarei baixar para o computador e posto aqui depois.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
duram

avatar

Mensagens : 649
Data de inscrição : 30/01/2010
Idade : 54
Localização : Rio de Janeiro

MensagemAssunto: Re: Não é fácil...   Seg Set 03, 2012 9:59 am

Fui eu, não te vi infelizmente.

Ontem fui com a minha D5, under control, a D6 ainda não está pintada
assim que estiver montada poderemos comparar as tecnologias FWD.

já aprendi que o segredo é fazer força no pedal e movimentar
o guidom na mesma direção.

Vamos nos encontrar assim que vc estiver melhor, até la a D6 estará disponível.

qual seu telefone?

ab
Daniel


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.fotolog.com.br/duram
Cruzbiker

avatar

Mensagens : 126
Data de inscrição : 07/06/2012
Localização : Volta Redonda

MensagemAssunto: Tentando postar fotos...   Seg Set 03, 2012 10:15 am

De longe, tirada com celular, mas dá para dar uma idéia do conjunto.
eu indo...
eu voltando...
e eu pedalando.
Meu cel é o (21) 8114 1894.
https://picasaweb.google.com/lh/sredir?uname=108520388815351038232&target=ALBUM&id=5783944376631750881&authkey=Gv1sRgCIb5pLuCi4vlwAE&invite=COzjwnE&feat=email
Parece-me que para ver as fotos tem que logar no Picasa com sua conta Yahoo, Gmail etc.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
duram

avatar

Mensagens : 649
Data de inscrição : 30/01/2010
Idade : 54
Localização : Rio de Janeiro

MensagemAssunto: Re: Não é fácil...   Seg Set 03, 2012 3:56 pm

deu erro no link, tenta postar aqui diretamente
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.fotolog.com.br/duram
Cruzbiker

avatar

Mensagens : 126
Data de inscrição : 07/06/2012
Localização : Volta Redonda

MensagemAssunto: Foto e Filminho da Cruzbike   Sex Set 07, 2012 9:20 am

Tiradas de longe com celular mas dá para ter uma idéia.



Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mordaz

avatar

Mensagens : 2242
Data de inscrição : 22/05/2009
Localização : Rio de Janeiro

MensagemAssunto: Re: Não é fácil...   Sex Set 07, 2012 4:07 pm

Nada mau! Parabéns!

Uma foto mais de perto seria legal para a gente ver os detalhes.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://fotolog.terra.com.br/bentrider
Cruzbiker

avatar

Mensagens : 126
Data de inscrição : 07/06/2012
Localização : Volta Redonda

MensagemAssunto: Fotos decentes   Sex Set 07, 2012 4:25 pm

Pode deixar que durante a semana tirarei algumas fotos decentes e postarei aqui.
Não dá para tirar agora porque não estou em casa...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
duram

avatar

Mensagens : 649
Data de inscrição : 30/01/2010
Idade : 54
Localização : Rio de Janeiro

MensagemAssunto: Re: Não é fácil...   Sex Set 07, 2012 4:26 pm

Legal, já fiquei de água na boca e babando para testá-la, parabéns.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.fotolog.com.br/duram
jorgeih



Mensagens : 4
Data de inscrição : 10/09/2012
Localização : Rio de Janeiro

MensagemAssunto: Dúvida   Seg Set 10, 2012 8:05 pm

Olá Vargas e demais!

Meu nome é Jorge e tenho interesse em saber mais sobre o mundo das reclinadas, mas tenho dúvidas de um iniciante no assunto.

Eu namorava esse kit da Cruz Bike por achar que uma reclinada com mountain bike seria uma ótima ideia em função do amortecimento e de achar que a posição nem tão reclinada e nem tão baixa me parecia mais natural do que uma posição muito reclinada ou sentado muito perto do solo. As reclinadas mais baixas me dão uma sensação de fragilidade e desconforto (lombar) maior, bem como me parecem ser mais difíceis de equilibrar. Outra questão que me chama a atenção diz respeito à 'tração' da bike. Várias reclinadas tem uma corrente enorme que também me passa uma sensação de fragilidade. Quando vi a corrente com a tração na roda da frente, o conjunto todo me pareceu ser mais seguro. Ressalto que eu nunca pedalei numa reclinada, então não tenho como avaliar essas impressões que tenho apenas 'de vista', ou seja, intuitivamente.

Enfim, vcs saberiam me dizer se:
- Pedalar uma MBB convertida com o kit da cruz bike é muito diferente de pedalar uma bike tipo uma Easy Racers (Tour Easy)? Qual a diferença?
- Pedalar uma LWB é muito diferente de pedalar uma SWB? Em que sentido? Essa é a diferença com a MBB?
- A questão da tração na frente ou atrás (tamanho da corrente) realmente tem algum impacto no desempenho, equilíbrio, conforto, etc.? Qual o impacto?

Sei que são muitas dúvidas, então qualquer ajuda tá valendo! :-)

Abs.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
duram

avatar

Mensagens : 649
Data de inscrição : 30/01/2010
Idade : 54
Localização : Rio de Janeiro

MensagemAssunto: Re: Não é fácil...   Seg Set 10, 2012 8:36 pm

jorgeih escreveu:
Olá Vargas e demais!

Meu nome é Jorge e tenho interesse em saber mais sobre o mundo das reclinadas, mas tenho dúvidas de um iniciante no assunto.

Eu namorava esse kit da Cruz Bike por achar que uma reclinada com mountain bike seria uma ótima ideia em função do amortecimento e de achar que a posição nem tão reclinada e nem tão baixa me parecia mais natural do que uma posição muito reclinada ou sentado muito perto do solo. As reclinadas mais baixas me dão uma sensação de fragilidade e desconforto (lombar) maior, bem como me parecem ser mais difíceis de equilibrar. Outra questão que me chama a atenção diz respeito à 'tração' da bike. Várias reclinadas tem uma corrente enorme que também me passa uma sensação de fragilidade. Quando vi a corrente com a tração na roda da frente, o conjunto todo me pareceu ser mais seguro. Ressalto que eu nunca pedalei numa reclinada, então não tenho como avaliar essas impressões que tenho apenas 'de vista', ou seja, intuitivamente.

Enfim, vcs saberiam me dizer se:
- Pedalar uma MBB convertida com o kit da cruz bike é muito diferente de pedalar uma bike tipo uma Easy Racers (Tour Easy)? Qual a diferença?
- Pedalar uma LWB é muito diferente de pedalar uma SWB? Em que sentido? Essa é a diferença com a MBB?
- A questão da tração na frente ou atrás (tamanho da corrente) realmente tem algum impacto no desempenho, equilíbrio, conforto, etc.? Qual o impacto?

Sei que são muitas dúvidas, então qualquer ajuda tá valendo! :-)

Abs.

Jorge,
Vamos lá:
1- Não preciso dizer que pedalar uma reclinada (qualquer tipo) é sempre melhor que uma MTB
2- A corrente longa não muda nada, eu até diria que melhora pois você poderá usar
configurações que normalmente não poderia numa bike normal, tipo o maior na frente e o maior atrás,
a corrente não tem o ângulo de cruzamento tão forte devido a distância.
3- Uma LWB é diferente no conforto do que uma SWB mas ambas ótimas de fazer um pedal longo
4- Tração na roda da frente (FWD) requer nova instrução pois o braço passa a fazer parte da pedalada
e as curvas são mais difíceis devido a curvatura da perna e posição dos pés.
5 -Em uma FWD fazer uma curva para direita e empurrar o pedal da direita cria um conflito que requer prática
para não cair.
6 -Sugiro comprar uma reclinada em vez de uma MTB e modificá-la, a Cruzbike só como segunda bike.
7- Cada um tem o gosto diferente, algumas reclinadas (tipo esporte) o banco é mais deitado e algumas de passeio
o banco é mais em pé, faça o teste em ambas para ver o que vc mais gosta ou tenha os dois modelos dependendo
do tipo de pedal você fará, este é meu caso, se vou passear uso banco em pé, se vou para estrada 100km uso deitado.

esqueci algo???


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.fotolog.com.br/duram
jorgeih



Mensagens : 4
Data de inscrição : 10/09/2012
Localização : Rio de Janeiro

MensagemAssunto: Re: Não é fácil...   Ter Set 18, 2012 11:19 am

duram, obrigado pela resposta.

Quando vc afirma "Uma LWB é diferente no conforto do que uma SWB", qual você considera que é mais confortável?

Para fazer cicloturismo, por exemplo, uma viagem de algumas centenas de km, há algum modelo mais indicado?

Por exemplo, a Zohrer Tourismo é mais indicada para cicloturismo que a Zohrer Sport? Por que?

Imagino que a roda dianteira maior da Sport lhe proporcione melhor desempenho do que a roda dianteira menor da Tourismo, mas provavelmente a Sport é menos confortável. Já uma bike como a Solyom Fox 26 me passa uma insegurança enorme, pois parece muito pequena e instável. Claro que isso é a opinião de alguém que nunca pedalou uma reclinada hehehe

Abs.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
ninocoutinho

avatar

Mensagens : 1240
Data de inscrição : 20/09/2010
Localização : Itabira - MG

MensagemAssunto: Re: Não é fácil...   Qua Set 19, 2012 2:23 pm

Fala, Jorge, bão??

Entonces, isso aí é uma questão muito pessoal e eu entendo também que a gente fica MUITO curioso antes de experimentar, e ficamos fazendo "previsões" de qual será a sensação, como será a dirigibilidade, etc. Mas, não adianta, vc só vai saber qndo sentar pra pedalar numa.

O assunto cicloviagem (não gosto muito da expressão cicloturismo) me interessa demais e sempre me pego refletindo sobre ele, pensando a bike ideal e tal.

Eu acho q, apesar de não "pensar" bikes há tanto tempo qnto muita gente aqui, já tenho uma boa dose de experiência, já uso e já usei bike nas situações mais corriqueiras, nas situações mais extremas, e acho que tenho alguma propriedade pra falar (mas só alguma mesmo rsrsrsrs).

O que penso é o seguinte: QUALQUER bicicleta minimamente adaptada (e pensada) para cicloviagem pode atender a esta ou aquela empreitada - tudo depende da empreitada, mas em geral dá pra ir com qualquer uma, sendo que em certas situações vc fica mais bem servido; em outras, pessimamente servido, mas só em situações muito extremas uma bicicleta pode invabilizar uma viagem.

O que vou dizer agora parece coisa de retardado e de quem não entende nada de bicicleta mas, se o VISUAL de alguma bike te tocou, te chamou atenção, putz, vai nela Cool ! Depois vc descobre pequenas modificações a fazer nela, que façma com que ela te atenda melhor. E de repente, um dia, vc pode descobrir que precisa de outra bike ou outro jeitão de bike, e não dá pra falar que a primeira aquisição foi desperdício, pq foi, na verdade, aprendizagem. Wink

Eu acho que é um desprazer muito grande pedalar uma bike que não te atrai! Por exemplo, a maioria das LWB não me atrai, acho-as muito oversized, não gosto especialmente da sensação de que estão me vendo pedalando nesse "monstrengo" Suspect por mais que muitas sejam bikes sensacionais e com uma história linda e bem contada... Por mais que possam ser montadas de forma excelente, que atinjam velocidades incríveis, que sejam super estáveis, super confortáveis, e algumas até super leves... mas se me derem uma Tour Easy de presente, no dia seguinte eu já coloco à venda! E pode ser uma bike adequadíssima a MUITA coisa q eu faço mas, não adianta, não me toca.

Não me acho reclineiro xiita, tendo a gostar de tudo qnto é tipo de bicicleta (não é à tôa que possuo 7 e por mim teria muito mais - não pra TER, mas pra USAR), mas tenho essa restrição com as LWB e ainda guardo apreço especial pelas SWB. Mas isso sou eu, tem gente q pode não querer saber de swb e só rodar por aí de lwb.

O que quero dizer com tudo isso é: cuidado com as respostas nossas por aqui! geek

Indo às suas últimas perguntas, de novo, não existe modelo mais indicado pra uma viagem de algumas centenas de km. Posso viajar na minha dobrável aro 16 por centenas de km e ficar de boa. Posso fazer isso na speed e ok. E posso ir de reclinada e não ser legal, ser inadequado naquele momento.

Entre Zöhrer Sport e Turismo, a turismo em geral fica melhor sim para viagens, o q não quer dizer q não dá pra ser feito na sport. E, não se engane com os ângulos, não tem motivo lógico para a zohrer sport ser "menos confortável". Depende da adaptação do seu corpo à bike, do que seu corpo espera de resposta da bike, e tal. Tem gente q prefere bancos mais deitados, outros mais em pé (como o daniel falou acima). A Zohrer Conforto também poderia ir bem para viagens. Assim com a Capoeira, e até a nova Racer Decision. A Racer Low também, afinal o Cézar fechou 1200km com ela no PBP carregando praticamente uma outra bike completa na bagagem!!! E também fez uma viagem animal com a versão anterior da decision, que era a in the cisa.

Sobre a instabilidade da Fox, não se engane, tem q pedalar! Acho-a muito mais estável e muito mais segura que minha speed por exemplo. Vazia ou MUITO carregada, mesmo em subidas e descidas incríveis.

Voltando a LWBxSWB, qndo vc mencionou conforto: na teoria, o entre-eixos longo absorve melhor os impactos do que o curto. Mas vc pode ter entre-eixos curto com suspensão (ou mesmo um longo), ou de repente o curto sem suspensão já te atende, como é meu caso com a fox.

Vc já sabe mais ou menos em q tipo de lugares vc pretende viajar? Que tipo de terreno, que dose de bagagem? Às vezes isso ajuda a palpitar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mordaz

avatar

Mensagens : 2242
Data de inscrição : 22/05/2009
Localização : Rio de Janeiro

MensagemAssunto: Re: Não é fácil...   Qua Set 19, 2012 9:30 pm

As LWB costumam ter o banco menos deitado, e as SWB costumam ter o banco mais deitado. (Tem a ver com alcançar o guidão. Uma LWB com o banco muito deitado fica com o guidão muito longe.)

Sugiro experimentar ambas para ver se você sente o tal "recumbutt" = dor no traseiro que algumas pessoas sentem quando usam o banco mais em pé, e com o peso do corpo sobre o traseiro, predominantemente. Nas SWB com o banco bem deitado, distribui-se o peso pelas costas, eliminando o "recumbutt".

Quanto a se deixar levar pelo visual... sei não... As reclinadas de visual mais "arrojado" costumam ser as menos práticas. Eu, por exemplo, sou facilmente seduzido pelo visual das reclinadas de estrada, mas reconheço que não são as mais indicadas para cicloturismo/cicloviagens.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://fotolog.terra.com.br/bentrider
ninocoutinho

avatar

Mensagens : 1240
Data de inscrição : 20/09/2010
Localização : Itabira - MG

MensagemAssunto: Re: Não é fácil...   Qui Set 20, 2012 6:59 am

Mordaz escreveu:
Quanto a se deixar levar pelo visual... sei não... As reclinadas de visual mais "arrojado" costumam ser as menos práticas. Eu, por exemplo, sou facilmente seduzido pelo visual das reclinadas de estrada, mas reconheço que não são as mais indicadas para cicloturismo/cicloviagens.
Hum, só uma maneira de dizer meio exagerada, tanto pro cara escolher alguma que atraia, quanto rejeitar alguma q não seja sua cara.

Como a ideia é cicloviagem, acho que pode ser mais "normal" o cara se seduzir por isso:



Do que por isso:



Mas que, se ele não acha bacana configurações como a da StreetMachine, quase que "padrão" das touring europeias, pode gostar assim:



Ou assim:



Acho que o que no fundo quis dizer é q, essa possibilidade aqui não é totalmente descartada:



Taí um exemplo meio extremo. É muito deitado, muito low e com uma configuração deveras estradeira.

Ou seja, dá pra sair pra viajar com a bicicleta que se tem na garagem. Especialmente se for qualquer uma das reclinadas nacionais - acho que nenhuma é "impeditiva". Todas parecem permitir uma configuração bem versátil de pneus que caibam no quadro e garfo, por exemplo, permitem em muitos casos variações de tamanho de roda, permitem ajustes mais ou menos ok de inclinação de banco (dentro dos limites possíveis) e guardam algum pensamento sobre onde levar bagagem (em geral dá pra usar bagageiros "comuns", com alguma adaptação ou não, ou usar bagageiros especiais).
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mordaz

avatar

Mensagens : 2242
Data de inscrição : 22/05/2009
Localização : Rio de Janeiro

MensagemAssunto: Re: Não é fácil...   Qui Set 20, 2012 8:44 am

Essa última foto não aparece...

Você pegou uma boa amostra de LWB x SWB, ilustrando bem as opções.

Tens razão quanto às nacionais serem viáveis para cicloviagem. Das minhas, só a EXD mesmo serviria, com pneus apropriados. As outras são só para estrada mesmo.

Acontece comigo essa questão do apelo visual e valorização de determinados aspectos em detrimento de outros. Já tendo uma reclinada estradeira, arrumei outra! O mais lógico seria providenciar uma "tour" ou mesmo uma "off-road".

Recentemente cogitei montar uma Bacchetta Corsa a partir de um kit quadro, usando rodas 26" e pneus slick entre 1.1" e 1.25" (ou 1.35" na traseira, pois parece que cabe). Seria um meio-termo entre estradeira pura e touring pura, preservando um pouco do "feeling" original. Não rolou porque a versão 650c da Corsa só vai estar novamente disponível em meados do ano que vem. Depois do lançamento da versão 700c, os gringos não querem mais saber de 650c. Talvez por isso a demora para renovar o estoque.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://fotolog.terra.com.br/bentrider
ninocoutinho

avatar

Mensagens : 1240
Data de inscrição : 20/09/2010
Localização : Itabira - MG

MensagemAssunto: Re: Não é fácil...   Qui Set 20, 2012 8:53 am

Mordaz escreveu:
Essa última foto não aparece...
Tá lá:



Das Bacchettas pra tour, eu pegaria os kits quadro de cromo: giro 26 ou strada.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
jorgeih



Mensagens : 4
Data de inscrição : 10/09/2012
Localização : Rio de Janeiro

MensagemAssunto: Vlw   Qui Set 20, 2012 11:53 am

Eu ainda não tenho uma viagem certa pra fazer, mas é uma vontade antiga e aos poucos vou estudando como torná-la realidade. Faz pouco tempo que me mudei para o Rio e eu não trouxe minha bike (ficou em Floripa). Pretendo comprar uma nova bike em breve, por isso estou sondando as possibilidades. Claro que algumas reclinadas me parecem muito mais bonitas que outras, mas eu não posso me dar ao luxo de comprar uma sem ter certa convicção de que é o modelo mais adequado para mim, principalmente porque os preços das reclinadas são relativamente salgados para arriscar a tentativa e erro. :-)

Sobre o tipo de bike, eu sempre tive mountain bikes e não speeds. Fico atraído por uma bike versátil, que permita pedalar na estrada, mas também pegar uma estrada de terra. Em outro tópico o Mordaz postou uma foto que achei muito bacana de uma Bacchetta Bella ATT, com Shockster e roda 29" na traseira, e garfo com suspensão e roda 26" na dianteira. :-) Talvez nem seja o melhor pra viajar, mas achei um show de bike!

Conforme tenho disponibilidade estou lendo alguns tópicos do fórum e estou achando tudo muito esclarecedor. Uma coisa que me chamou a atenção, por exemplo, foi o bike fit. Eu tenho 1,90m, então já vi que não vai poder ser qualquer bike. Além disso, ainda 'de vista', não me agradaram muito as USS. Seja LWB ou SWB, me identifico mais com as OSS que USS.

Bom, talvez eu entre em contato com a Zohrer para ver e experimentar as bikes, de repente tem alguma que eu goste e fique adequada pra mim.

Obrigado pelas respostas!

Abs.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mordaz

avatar

Mensagens : 2242
Data de inscrição : 22/05/2009
Localização : Rio de Janeiro

MensagemAssunto: Re: Não é fácil...   Qui Set 20, 2012 6:32 pm

jorgeih escreveu:
Sobre o tipo de bike, eu sempre tive mountain bikes e não speeds. Fico atraído por uma bike versátil, que permita pedalar na estrada, mas também pegar uma estrada de terra. Em outro tópico o Mordaz postou uma foto que achei muito bacana de uma Bacchetta Bella ATT, com Shockster e roda 29" na traseira, e garfo com suspensão e roda 26" na dianteira. :-) Talvez nem seja o melhor pra viajar, mas achei um show de bike!
Gostou da "Redzilla"? (É como o dono a chama.) Dá para viajar com ela, mas é exagero. Off-road demais.

Sabia que dá para fazer algo bem parecido a partir de uma Zöhrer?

jorgeih escreveu:
Conforme tenho disponibilidade estou lendo alguns tópicos do fórum e estou achando tudo muito esclarecedor. Uma coisa que me chamou a atenção, por exemplo, foi o bike fit. Eu tenho 1,90m, então já vi que não vai poder ser qualquer bike. Além disso, ainda 'de vista', não me agradaram muito as USS. Seja LWB ou SWB, me identifico mais com as OSS que USS.
Mais uma coisa que é bom levar em consideração: Reclis com o banco mais em pé e com os pedais mais baixos são mais fáceis de equilibrar com o corpo. No outro extremo da escala, em low-racers (como essa azul cuja foto o Nino postou por último) ou em high-racers com banco muito deitado (digo, quase horizontal) você praticamente não equilibra com o corpo, só com o controle da direção.

Claro que uma recli com o banco assim tão deitado é um caso extremo. Só comentei isso para ilustrar a questão do equilíbrio.

A propósito, OSS também torna mais fácil o equilíbro com a parte superior do corpo.

jorgeih escreveu:
Bom, talvez eu entre em contato com a Zohrer para ver e experimentar as bikes, de repente tem alguma que eu goste e fique adequada pra mim.
Estando no Rio, fica fácil fazer um test-drive dos modelos da Zöhrer.

Eu também recomendaria uma consulta ao Arthur, da HP3trikes, mesmo que trikes não sejam a sua preferência.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://fotolog.terra.com.br/bentrider
jorgeih



Mensagens : 4
Data de inscrição : 10/09/2012
Localização : Rio de Janeiro

MensagemAssunto: Re: Não é fácil...    Qui Set 20, 2012 8:09 pm

Redzilla foi ótima! Ela é meio monstruosa mesmo :-)

Eu vi aqui no fórum que alguém colocou aqueles amortecedores traseiros numa Zohrer. Achei que ficou bem bacana!

Eu gostei dela, mas também gostei de outras. Agora que estou pesquisando eu vi que há muitas bikes muito bonitas e que parecem ter ótima qualidade. Aquelas Challenge são lindas, gostei da Hurricane dentre outras.

De qualquer maneira, pretendo buscar algo um pouco mais em pé, não tão deitado.

Aproveitando as questões, queria tirar uma dúvida prática. Pareceu-me que algumas pessoas aqui do fórum compram peças, kits ou mesmo bikes diretamente do exterior. Alguém aqui sabe me dizer como é o processo? É preciso fazer uma Declaração de Importação ou é uma remessa postal? As empresas lá de fora mandam na boa? E a tributação, como fica? Supondo que eu queira trazer um amortecedor traseiro como aquele de Redzilla ou ainda um quadro ou kit, por exemplo, como seria o processo?

Abs.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mordaz

avatar

Mensagens : 2242
Data de inscrição : 22/05/2009
Localização : Rio de Janeiro

MensagemAssunto: Re: Não é fácil...   Qui Set 20, 2012 9:45 pm

jorgeih escreveu:
Eu vi aqui no fórum que alguém colocou aqueles amortecedores traseiros numa Zohrer. Achei que ficou bem bacana!
Eu mesmo. Olha ela aí no meu avatar.

jorgeih escreveu:
Aproveitando as questões, queria tirar uma dúvida prática. Pareceu-me que algumas pessoas aqui do fórum compram peças, kits ou mesmo bikes diretamente do exterior. Alguém aqui sabe me dizer como é o processo? É preciso fazer uma Declaração de Importação ou é uma remessa postal? As empresas lá de fora mandam na boa? E a tributação, como fica? Supondo que eu queira trazer um amortecedor traseiro como aquele de Redzilla ou ainda um quadro ou kit, por exemplo, como seria o processo?
Quanto a peças, você pode comprar no eBay ou em lojas on-line como Chain Reaction Cycles, Jenson USA, Evans Cycles, etc. Os impostos são de 60% sobre valor da mercadoria + frete, mas você pode dar sorte e não ser cobrado, principalmente quanto o frete é de uma modalidade não expressa. Modalidades de frete com número de rastreamento são preferíveis (por exemplo, USPS Priority Mail é melhor que USPS First Class, supondo que venha do Império). Há atrasos (que podem chegar a meses) e riscos (por exemplo, extravio). A melhor maneira de pagar é através do PayPal.

Comprar quadros ou kits é mais complicado, pois em alguns casos o valor limite para importação simplificada pode ser excedido. Há outros encargos e mais desembaraço aduaneiro, o qual pode ser feito por você mesmo, por despachante ou pela própria empresa de courier, caso tenha sido usada uma (tipo DHL, Fedex, UPS, etc.) Certa vez importei uma Rowbike e foi uma dor de cabeça. Recentemente importei uma Performer (via DHL) e foi tranquilo.

Quanto à suspensão Shockster, entre em contato com Tim Brummer (dono da Lightning Cycle Dynamics) e pergunte se ele ainda vende e por quanto. Pergunte quanto sai o frete também. Comprei várias, tanto para mim quanto para amigos.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://fotolog.terra.com.br/bentrider
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Não é fácil...   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Não é fácil...
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Faça você mesmo-
Ir para: