InícioInício  RecliforumRecliforum  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 Cubos de Marchas

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
edulpj

avatar

Mensagens : 39
Data de inscrição : 20/01/2017
Idade : 53
Localização : Bauru - SP

MensagemAssunto: Cubos de Marchas   Qua Mar 29, 2017 4:08 pm

Alguém aqui curte cubos de marchas???

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
duram

avatar

Mensagens : 644
Data de inscrição : 30/01/2010
Idade : 53
Localização : Rio de Janeiro

MensagemAssunto: Re: Cubos de Marchas   Qui Abr 06, 2017 5:45 am

fale sobre eles.... não conheço o assunto
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.fotolog.com.br/duram
edulpj

avatar

Mensagens : 39
Data de inscrição : 20/01/2017
Idade : 53
Localização : Bauru - SP

MensagemAssunto: Um pouco (bem pouco mesmo...) de História   Qui Abr 06, 2017 6:22 am

Vamulá... Estamos acostumados com o sistema de troca de relações por DESCARRILAMENTO da corrente, onde ela pula de um pinhão para outro na roda traseira e/ou de uma coroa para a outra no movimento central. A diferença entre número de dentes promove as várias relações utilizáveis.

Sistemas de tração por corrente entretanto, experimentam seu melhor desempenho apenas quando há ALINHAMENTO PERFEITO da corrente (chainline), diferença não muito grande entre o número de dentes do pinhão e da coroa, pinhões não muito pequenos e tensão correta da corrente. Um sistema operando nessas condições, tem um rendimento excelente.

Não é difícil porém de notar que num câmbio descarrilador, o chainline perfeito só acontece em "n" situações (onde "n" é o número de coroas). Em quais quer outras combinações, o chainline é deficiente. A tensão da corrente, é ditada pela carga da mola do descarrilador, que está MUITO AQUÉM do ideal.

Há ainda as questões práticas de manutenção da corrente e o desgaste prematuro do sistema em função do enorme atrito que existe nas trocas de marchas.

Projetistas inconformados com essa situação, decidiram ressuscitar o primeiro sistema prático de troca de relações que foi criado para bicicletas, ou seja, os CUBOS DE MARCHAS.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
edulpj

avatar

Mensagens : 39
Data de inscrição : 20/01/2017
Idade : 53
Localização : Bauru - SP

MensagemAssunto: Terminologia   Qui Abr 06, 2017 6:34 am

Num câmbio manual de automóvel, o movimento que vem do motor, passa por TRÊS eixos, o primário ou piloto (que vem do sistema de embreagem até a caixa de engrenagens), o auxiliar que é PARALELO ao primário e o secundário (ou eixo de saída), que é paralelo ao auxiliar e alinhado ao primário).

Quem olha uma caixa de câmbio por fora, vê o eixo de entrada perfeitamente alinhado ao eixo de saída, mas esse tipo de solução, ficaria um tanto difícil numa bicicleta, principalmente se a idéia fosse embutir tudo isso dentro do cubo traseiro. Atualmente, há um sistema surgindo com tecnologia semelhante à automotiva (http://pinion.eu/en/), mas as engrenagens não são embutidas no cubo, logo não vou falar sobre ele.

Para entender o cubo de marchas, é necessário inicialmente, entender o funcionamento do sistema de engrenagens que ele utiliza, as ENGRENAGENS PLANETÁRIAS, ou numa terminologia mais correta, engrenagens epicíclicas.

Inicialmente, vamos à terminologia. Um sistema planetário típico, é algo do tipo:



Na imagem acima, a engrenagem desenhada em cor de rosa, dentada por dentro é chamada de engrenagem anular ou anel. A engrenagem mais central, desenhada em amarelo, é chamada de engrenagem sol. As engrenagens que giram em torno do sol (desenhadas em azul) conectando-o à engrenagem anular, são denominadas engrenagens planetárias ou planetas. A estrutura desenhada em verde, que interliga as planetárias, é chamada de gaiola de planetárias.

De imediato, é possível notar que o eixo imaginário da anular, do sol e da gaiola de planetárias, é COINCIDENTE, ou seja, o sistema é totalmente COAXIAL, sendo perfeito para ser embutido dentro de um cubo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
edulpj

avatar

Mensagens : 39
Data de inscrição : 20/01/2017
Idade : 53
Localização : Bauru - SP

MensagemAssunto: Funcionamento   Qui Abr 06, 2017 6:48 am

A estrutura representada acima, pode criar várias relações de transmissão possíveis, dependendo de onde o "input" (tração aplicada no pinhão) seja feito e de onde o "output" (tração aplicada na carcaça do cubo e conseqüentemente na roda) seja tirado.

Num cubo de marchas ciclístico, por simplificação, temos o SOL FIXO ao eixo traseiro. Dessa forma, podemos contar com TRÊS relações possíveis:

1. UNDERDRIVE: Quando o "input" é aplicado na gaiola de planetárias e o "output" sai da anular;
2. DRIVE: Relação 1:1, quando o "input" coincide com o "output", ou seja, o sistema faz um bypass das planetárias acoplando diretamente o pinhão à carcaça do cubo;
3. OVERDRIVE: Quando o "input" é aplicado na anular e o "output" sai da gaiola de planetárias.

Um sistema assim construído, é na prática um cubo de marchas planetário com TRÊS RELAÇÕES.

Atualmente, existem DUAS opções de marcas disponíveis no mercado:

- Sturmey-Archer (Taiwan): A linha mais completa. Eles têm opções com ou sem montagem para disco de freio, opções de tração fixa ou com roda livre, opções com freio contrapedal incorporado, opções com freio a tambor incorporado;

- Shimano: São os modelos Nexus Inter 3, que podem ser equipados com acoplamento para freio a disco ou contrapedal incorporado ou sem dispositivo de freio.

Mais tarde, vou falar de modelos com maior número de relações... continua...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
duram

avatar

Mensagens : 644
Data de inscrição : 30/01/2010
Idade : 53
Localização : Rio de Janeiro

MensagemAssunto: Re: Cubos de Marchas   Qui Abr 06, 2017 10:00 am

Faça uma comparação entre os valores das marchas com 21 ou mais posições e essa com 3 posições, qual dá um pedal melhor e
possibilita em longa distância cansar menos?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.fotolog.com.br/duram
edulpj

avatar

Mensagens : 39
Data de inscrição : 20/01/2017
Idade : 53
Localização : Bauru - SP

MensagemAssunto: Re: Cubos de Marchas   Qui Abr 06, 2017 10:14 am

Vou pedir um pouco de paciência ao amigo antes de responder essa pergunta. Estou deixando a calculeira e as comparações para o final...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
edulpj

avatar

Mensagens : 39
Data de inscrição : 20/01/2017
Idade : 53
Localização : Bauru - SP

MensagemAssunto: Mais relações...   Qui Abr 06, 2017 10:26 am

Em pouco tempo, ficou claro que três relações poderia ser pouco... Começou então a escalada dos cubos planetários com mais relações...

Como vimos, um conjunto planetário com sol estacionário, permite três relações. Criou-se então a idéia de utilizar DOIS conjuntos planetários. Se cada conjunto planetário permite um underdrive e um overdrive (além da relação 1:1), dois conjuntos planetários com diferentes tamanhos de sol e planetárias, permitiriam CINCO RELAÇÕES, ou seja um underdrive e um overdrive cada um mais a relação direta.

A mágica aí, está no fato de apenas um dos sóis ser engatado ao eixo por vez. As cinco marchas ficariam assim:

1a. Input na gaiola de planetárias, output na anular e sol do conjunto mais curto travado no eixo
2a. Input na gaiola de planetárias, output na anular e sol do conjunto mais longo travado no eixo
3a. Input acoplado diretamente na carcaça do cubo, relação 1:1
4a. Input na anular, output na gaiola de planetárias e sol do conjunto mais longo travado no eixo
5a. Input na anular, output na gaiola de planetárias e sol do conjunto mais curto travado no eixo

Atualmente, apenas a taiwanesa Sturmey-Archer dispõe de cubos com 5 marchas.

Dentro do conceito explicado acima, é possível ainda incorporar um terceiro conjunto planetário produzindo assim um cubo com SETE MARCHAS.

Atualmente, apenas a Shimano dispõe de cubos de 7 marchas (Shimano Nexus 7).
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
edulpj

avatar

Mensagens : 39
Data de inscrição : 20/01/2017
Idade : 53
Localização : Bauru - SP

MensagemAssunto: Multi Estágios   Qui Abr 06, 2017 10:32 am


A escalada teria parado nas sete marchas, caso não fossem desenvolvidos os cubos multi-estágios e compostos. Dentro desse novo conceito, surgiram cubos de 4, 8, 11 e 14 marchas. Os multi estágios operam com sistemas planetários sequenciais ou mistos, trabalhando ainda com redutores/amplificadores compostos.

Atualmente, a Sturmey-Archer tem cubos de 8 marchas, a Shimano de 8 (linhas Nexus e Alfine) e 11 (linha Alfine) e a germânica Rohloff dispões de um modelo único de 14 marchas, o Rohloff Speedhub.

Os cubos Rohloff, são uma história à parte... São peças fantásticas de engenharia, com preços que chegam facilmente à casa dos US$ 1.300,00 no exterior...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
edulpj

avatar

Mensagens : 39
Data de inscrição : 20/01/2017
Idade : 53
Localização : Bauru - SP

MensagemAssunto: Calculeira   Qui Abr 06, 2017 10:42 am

Em cubos de marchas, menciona-se em geral, o conceito de AMPLITUDE PERCENTUAL... É um número que expressa a porcentagem entre a relação mais curta e a mais longa. Um cubo de 8 marchas atual, tem uma amplitude aproximada de 310%. Para efeito de comparação, um sistema descarrilador 3x7, tem uma amplitude de cerca de 380%.

Sistemas descarriladores com cassetes de 9 ou 10 pinhões, podem chegar a 450%... Exatamente a mesma amplitude de um cubo Rohloff.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
edulpj

avatar

Mensagens : 39
Data de inscrição : 20/01/2017
Idade : 53
Localização : Bauru - SP

MensagemAssunto: Re: Cubos de Marchas   Qui Abr 06, 2017 10:47 am

Na prática, comparar cubos de marchas com câmbios descarriladores, não é uma atitude muito inteligente... São produtos com objetivos muito distintos.

Um câmbio descarrilador, vai ganhar na simplicidade construtiva e no peso menor. Mas vai perder na necessidade de limpeza e manutenção muito mais frequentes.

Cubos de marchas, são altamente indicados para quem não quer ter qualquer tipo de dor de cabeça com correntes que caem e trocas de marchas que perdem a qualidade conforme o material se desgasta.

Um cubo de marcha, permite ainda a troca de marchas com o pedal parado, a troca não sequencial e a redução para a primeira marcha quando se está parado.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
edulpj

avatar

Mensagens : 39
Data de inscrição : 20/01/2017
Idade : 53
Localização : Bauru - SP

MensagemAssunto: Re: Cubos de Marchas   Qui Abr 06, 2017 10:49 am

Há pouco menos de três meses, um anúncio foi bastante triste neste ramo... Havia um fabricante alemão, a Fichtel & Sachs, que por muitos anos produziu os melhores cubos de marchas de todos os tempos... Há cerca de vinte anos, a divisão ciclística da Sachs, foi vendida para um grupo estadunidense que estava iniciando no ramo ciclístico, a SRAM. O triste anúncio, é que a SRAM está descontinuando toda a linha de cubos de marchas.

Aí, se inclui o SRAM Dual Drive...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
edulpj

avatar

Mensagens : 39
Data de inscrição : 20/01/2017
Idade : 53
Localização : Bauru - SP

MensagemAssunto: Dual Drive   Qui Abr 06, 2017 10:53 am

Nasceu como uma idéia revolucionária na Fichtel & Sachs ainda antes da SRAM... O Dual Drive, é um cubo traseiro planetário de 3 relações, com drive de cassete, que aceita cassetes de 8, 9 e 10 pinhões. Em outras palavras, o sistema incorpora um câmbio descarrilador com 3 relações internas ao cubo.

Uma das vantagens, é implementar um sistema 3x8, 3x9 ou 3x10, sem utilizar um pedivela duplo ou triplo frontal com o respectivo descarrilador frontal. Outros, mais radicais, mantêm o pedivela triplo frontal, o que resulta num sistema 3x3x10 (por exemplo), num total de NOVENTA RELAÇÕES POSSÍVEIS...

Com o anúncio da SRAM da descontinuidade de sua linha de cubos planetários, o Dual Drive torna-se um produto já indisponível.

A taiwanesa Sturmey-Archer entretanto, disponibilizou sua própria versão do Dual Drive, que torna-se a única opção atual para essa tecnologia híbrida.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
duram

avatar

Mensagens : 644
Data de inscrição : 30/01/2010
Idade : 53
Localização : Rio de Janeiro

MensagemAssunto: Re: Cubos de Marchas   Qui Abr 06, 2017 3:46 pm

edulpj escreveu:
Há pouco menos de três meses, um anúncio foi bastante triste neste ramo... Havia um fabricante alemão, a Fichtel & Sachs, que por muitos anos produziu os melhores cubos de marchas de todos os tempos... Há cerca de vinte anos, a divisão ciclística da Sachs, foi vendida para um grupo estadunidense que estava iniciando no ramo ciclístico, a SRAM. O triste anúncio, é que a SRAM está descontinuando toda a linha de cubos de marchas.

Aí, se inclui o SRAM Dual Drive...

Estranho se esse tipo de marcha é tão bom e parecia ser lucrativo
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.fotolog.com.br/duram
edulpj

avatar

Mensagens : 39
Data de inscrição : 20/01/2017
Idade : 53
Localização : Bauru - SP

MensagemAssunto: Re: Cubos de Marchas   Qui Abr 06, 2017 6:30 pm

O problema não estava com qualidade e/ou lucratividade... O problema, estava nos custos. Há cerca de 5 anos, a SRAM transferiu a montagem dos cubos para a China. As engrenagens continuavam sendo usinadas na Alemanha. Não conseguiram um binômio favorável de custo industrial x qualidade de montagem.

A empresa Sturmey-Archer, que originalmente era britânica, estava à beira da falência dez anos atrás. Foi vendida para a empresa taiwanesa SunRace, que levou todo o ferramental para Taiwan. Continuaram desenvolvendo o produto, lançaram novas opções e MELHORARAM a qualidade original.

Como se vê, tudo é questão de GESTÃO empresarial nos dias atuais...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Cubos de Marchas   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Cubos de Marchas
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Condução TT

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Ciclismo alternativo-
Ir para: